• circulodograal.com       *       circulodograal.com/loja

  • Av Dr Bernardino da Silva 15, 3º esqº  8700-301 Olhão    *    Portugal

  • circulodograal@sapo.pt       *       963 709 989

  • Mensagem do Graal
    Mensagem do Graal

     

    Na Luz da Verdade

    Mensagem do Graal

    Autor: Abdruschin

    Livraria do Círculo

  • Os Dez Mandamentos
    Os Dez Mandamentos

     

    Os Dez Mandamentos

    e o Pai-Nosso

     Autor: Abdruschin

    Livraria do Círculo

  • O Filho do Homem
    O Filho do Homem

     

    O Filho do Homem na Terra

    Autor: Roberto C. P. Junior

    Livraria do Círculo

  • Jesus
    Jesus

      

     

    Jesus ensina as leis da Criação

    Autor: Roberto C. P. Junior

    Livraria do Círculo

  • O nascimento da Terra
    O nascimento da Terra

     

    O nascimento da Terra

    Autora: Roselis Von Sass

    Livraria do Círculo

  • Atlântida
    Atlântida

     

    Atlântida

    Princípio e fim da grande tragédia

    Autora: Roselis Von Sass

    Livraria do Círculo

  • Moisés
    Moisés

     

     

    A vida de Moisés

    Autor: Coleção O Mundo do Graal

    Livraria do Círculo

  • Buda
    Buda

     

     

    Buda

    Autor: Coleção O Mundo do Graal

    Livraria do Círculo

REFLEXÃO

O reconhecimento de Deus

Em cada povo, em cada ser humano, tem de existir, primeiro, a base para a receção dos elevados reconhecimentos de Deus, que se encontram na doutrina de Cristo. Somente partindo de uma base amadurecida para isso, o espírito humano pode e tem de ser conduzido então a todas as possibilidades de um reconhecimento de Deus através da doutrina de Cristo.

Mensagem do Graal

Artigos de opinião

Direito de opinião neste Espaço

O autor pode publicar artigos de sua autoria e responsabilidade, reservando-se o administrador do sítio a gestão dos mesmos e o direito de os publicar em função da idoneidade, sentido da palavra e conteúdo. Não existe orientação ou delapidação da opinião de cada um, liberdade que partilhamos, mas assiste ao administrador o mesmo caminho e a manutenção dos artigos em função da filosofia do Espaço.

Se desejar participar envie os seus artigos para o nosso contacto - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Agradecemos e desejamos a vossa participação.

O Círculo

 

 

A Europa jaz, posta nos cotovelos: De oriente a ocidente jaz, fitando, E toldam-lhe românticos cabelos, Olhos gregos, lembrando.

O cotovelo esquerdo é recuado; O direito é em ângulo disposto. Aquele diz Itália onde é pousado; Este diz Inglaterra onde, afastado,

A mão sustenta, em que se apoia o rosto. Fita, com olhar esfíngico e fatal, O ocidente, futuro do passado. O rosto com que fita é Portugal

Falar sobre o Brasil, focalizando as dificuldades vividas no passado colonialista, os grandes problemas que enfrentamos no presente e as ações que devem ser tomadas para que no futuro possamos resgatar os valores que nos possibilitem melhorar as condições de vida e favoreçam o progresso humano. É com esse objetivo que o escritor Benedicto Ismael Camargo Dutra está lançando seu mais recente livro - Desenvolvimento Humano (180 páginas), dedicado a todos que desejam um mundo melhor.

“Mais alto te pretendo e mais humilde; à tolerância que envergonha substitui o cálido interesse pedagógico, o gosto fraternal de aprender e de guiar; não levantes barreiras, mas abate-as; se consideras pior o caminho dos outros vai junto deles, aconselha-os e guia-os; não os deixes errar só porque os dominarias, se quisesses; transforma em forte, viva chama o que a pouco e pouco se dirige a não ser mais do que um gelado desdém. - Agostinho da Silva”

O ser humano terreno é um ente espiritual, uma personalidade individual autônoma. Sua individualidade é o resultado da autoconsciência adquirida por meio de vivências – milhares delas – ao longo de múltiplas vidas terrenas.

Assim, ele é o único responsável pelo seu próprio destino dentro da Criação. Com seu modo de ser e atuar, com suas intuições, pensamentos, palavras e ações, ele fornece os fios, belos ou não, com que o tear da Criação, movimentado continuamente por leis eternas, tece de modo automático o tapete do seu destino.

[Deixai, ó vós que entrais, toda a esperança! - Dante]

Um homem chora e grande é o seu sofrimento, acontecimentos que ultrapassam as convenções sociais, erguidas ao longo do tempo, marcando gerações em gerações. A espiritualidade não se acomoda a convenções ou outros estados de alma, de nível material e convenientes, mas tão só vibra no sentido da lei. Diz-se em voz corrente, expressão dos fortes, “ dos fracos não reza a História”: é verdade, mas não reza no sentido individual, reza no sentido coletivo, lembrando nos seus registos de memória acontecimentos que recordados deveriam evitar a repetição (¹). Apesar de tudo, e de estar bem documentada, a humanidade pouco ou nada alterou o seu comportamento, que continua a orientar-se pelos mais baixos instintos de espécie primária, adaptados a um meio de sobrevivência selvática. A História dos homens regista os grandes feitos individuais, lembra os seus nomes, mesmo pelas piores razões; eles marcaram a sua época e deixaram atrás de si um caminho cuja lembrança, muitos querem esquecer e outros lembrar na ignomínia. Perante tal cenário choram as mulheres de Atenas e um homem também chora.