Babilónia, uma das cidades mais significativas da Antiguidade, conhecida por seus Jardins Suspensos e pela Torre de Babel, foi habitada por um povo ímpar em seu desenvolvimento: os sumerianos. 

Os sumerianos desenvolveram um dos mais antigos tipos de escrita de que se tem notícia, a escrita cuneiforme, além de elevados conhecimentos nos campos da administração pública, do direito, da astronomia, da agricultura, entre outros. Sua avançada cultura influenciou várias civilizações, desempenhando um papel de grande importância na história da humanidade. 

O livro, A Desconhecida Babilônia, apresenta uma nova visão da vida e da cultura desse povo, sua ligação com a Atlântida e com a construção da Grande Pirâmide do Egito. Nele é retratada a face encantadora da Babilônia, com suas festas, templos e ruas, assim como os tempos sombrios, marcados pela proliferação de cultos de idolatria, com destaque para o culto de Baal. 

Em uma narrativa romanceada, descortinam-se fascinantes personagens: Emengal, um grande vidente, a bela Maris Iamin, o jovem sábio Alaparos e o grande sacerdote-rei de Ur, Min-Ani-Pad. 

A Desconhecida Babilônia mostra uma época de grande aflição e mudança na qual os sumerianos conviveram com a ocupação de sua capital por grupos estrangeiros, atraídos por sua magnificência, vendo serem abaladas as bases dessa elevada cultura.

 

Para comprar o livro consulte a loja no menu principal