Passados milênios desde sua construção, muitos pesquisadores consideram a Grande Pirâmide, no Egito, como um monumento de mensagem à Humanidade.

Os significados das diversas dimensões de paredes, corredores e câmaras da construção causam surpresa em astrônomos e matemáticos, fazendo da Pirâmide um verdadeiro enigma. 

Obra que encerra uma técnica nunca compreendida, a Grande Pirâmide foi construída em um tempo em que o homem não utilizava a roda, e o Egito era um país composto por diversas tribos isoladas, desprovido, portanto, de escravos. 

A Grande Pirâmide é comumente intitulada profecia em pedra. Povos antigos, como os egípcios, judeus ou sumerianos, interpretavam-na como uma obra rica em simbologia profética. Em A Grande Pirâmide Revela seu Segredo, Roselis von Sass percorre os 40 anos da construção e interpreta o significado espiritual da Grande Pirâmide, como mostra a fala do astrônomo Horam, personagem da narrativa: "A pirâmide será uma profecia em pedra. Nela serão marcados o início e o fim do Juízo, bem como as datas de todos os acontecimentos importantes prestes a acontecer através do destino dos seres humanos." 

A narrativa aborda aspectos surpreendentes ligados à enigmática obra, como os intrincados corredores que terminam em um sarcófago aberto, o construtor da Pirâmide, os sábios da Caldéia, os modelos em escala, os papiros perdidos e a misteriosa Esfinge. Em meio à perfeição de uma construção elaborada em seus mínimos detalhes, sem espaço para acasos, as dimensões realmente gigantescas da obra não permitem que ela seja interpretada como um simples túmulo. 

Indestrutíveis são a surpresa e o fascínio que a Grande Pirâmide exerce ainda hoje! Promessa de revelações e perfeição oriunda de uma Vontade superior são marcas da obra, símbolo arquitetonico que sobrevive ao tempo, preservando seu halo de eternidade.

 

Para comprar o livro consulte a loja no menu principal